Cão Cidadão

Artigos

Gatos: criação indoor

Por Cassia Rabelo Cardoso dos Santos, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Vou me valer da sessão Adestrando Gatos – até porque este é um tema recorrente com clientes que são donos de gatos – para trazer à tona um assunto cada vez mais comentado entre aqueles que adoram a convivência com bichanos: sua criação indoor.

Essa denominação – criação indoor – significa manter os gatos dentro de casa, sem acesso livre à rua para os tão conhecidos “passeios”.

A polêmica toda surge quando se analisa a situação sob o ponto de vista do comportamento dos gatos, caçadores natos, que têm em sua carga genética um forte instinto exploratório e predatório.

Por este motivo, muitos entendem que, para garantir seu bem estar, deve ser-lhes dado a oportunidade de saírem para caçar, caminhar, estar com outros gatos e voltarem quando quiserem.

Aliás, essa era a mentalidade de “criação” de gatos há uma ou duas gerações atrás e que ainda prevalece em cidades de menor porte. A questão é que há fatores muito importantes a serem considerados quando se analisa a forma de criação dos gatos domésticos.

Não restam dúvidas, atualmente, de que permitir acesso livre dos gatos à rua é prejudicial e muito perigoso.

Na rua, os gatos estão sujeitos a atropelamentos, brigas com outros gatos, ataques de cães. Sem contar que a figura do gato ainda é vista por muitos como algo ruim, não sendo, infelizmente, animais que despertam tanta compaixão como os cães. Assim, os relatos de maus-tratos são rotineiros, com situações bastante revoltantes.

Sem contar o risco de serem contaminados com FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina) e FELV (Vírus da Leucemia Felina), doenças graves e que podem ser contraídas através de contato com gatos desconhecidos e que estejam doentes.

Finalmente, mas não menos importante, temos a questão de cruza sem controle, no que diz respeito a gatos não castrados com acesso à rua. Neste sentido, filhotes indesejados geram mais abandono.

Por outro lado, estando claros os motivos pelos quais a criação indoor é a melhor alternativa para aqueles que querem uma convivência feliz com seu gato, resta tratar de todas as alternativas necessárias para garantir total bem estar ao pet quando criado sem acesso à rua.

Neste sentido, o que se denomina enriquecimento ambiental é primordial para garantir o total bem estar dos bichanos e consiste em deixar a casa repleta de atividades voltadas para as características comportamentais dos gatos. Veja algumas dicas simples, mas que fazem toda a diferença:

- gatos adoram escalar e “controlar” o ambiente do alto.
Assim, vale investir em prateleiras, fixadas de modo a permitir que os gatos subam e possam “andar nas alturas”. Esta providência simples também garante que façam exercício físico.

- a forma de oferecer a alimentação pode sugerir caça.
Deixar comida à disposição o dia todo num potinho não é a melhor opção no quesito alimentação.

Já se sabe que os gatos devem, para manter sua saúde física, fazer várias pequenas refeições durante o dia.
Assim, o ideal é permitir que estes momentos se assemelhem ao máximo com situações de caça. Aqui, vale esconder ração em cantinhos, usar brinquedos que liberam comida e colocar pequenas porções em prateleiras, no alto.

- proporcionar plataformas para incentivar os instintos de alongar e afar.
Garantir que tenham à disposição arranhadores, para que possam se alongar e afiar as unhas.

- oferecer brinquedos interativos e muita ação.
Utilizar bolinhas que pulam, lazer, bolinhas de ping-pong e ratinhos de brinquedo com catnip, para estimular o instinto de caça dos gatos.

Garantir que tenham “sucesso” na caça também é recomendável, ou seja, o final de cada sessão de brincadeira deve terminar com a degustação de um petisco bem gostoso!

Além do enriquecimento ambiental, no momento em que é feita a opção por ter um gato como companhia, vale muito considerar a hipótese de ter dois e trazê-los juntos para casa. Se forem filhotes da mesma idade, melhor ainda, já que se acostumarão um ao outro desde cedo. Com a companhia de outro felino, a rotina será muito mais ativa, já que as brincadeiras felinas estarão garantidas!

As janelas da casa ou apartamento devem ser teladas, para evitar fugas e/ou quedas, garantindo total segurança aos gatos, mas também para permitir que eles tenham acesso visual aos estímulos externos, assim como a banhos de sol, muito valorizados pelos bichanos durante o dia.

Todas essas dicas, se seguidas pelos donos de gatos, garantem a estes uma vida saudável do ponto de vista mental, já que são respeitadas suas características comportamentais e também os mantêm seguros de situações perigosas, que podem levar a muito sofrimento.

Fonte: Tudo Gato.